Você de volta ao controle

Alertas

Glossário

Abdômen: parte do tronco entre o tórax e a pelve.
Acidente vascular cerebral: perda das funções neurológicas, decorrente de entupimento ou rompimento dos vasos sanguíneos cerebrais.
Amputação: remoção de uma extremidade do corpo.
Anestesia local, loco-regional e geral: inibição de sensações em uma parte específica do corpo, como um dedo; inibição de sensações em uma região do corpo; inibição de sensações em todo o corpo.
Anfetamina: droga sintética que estimula o sistema nervoso central, aumentando as capacidades físicas e psíquicas.
Antagonista da histamina: droga farmacêutica que inibe a ação da histamina, substância envolvida nos processos de resposta imunológica.
Antibióticos: medicamentos utilizados para combater infecções.
Anticonvulsivante: medicamento usado para combater convulsões e ataques epiléticos.
Antidepressivo: medicamento utilizado para combater síndromes depressivas.
Anti-hipertensivo: medicamento utilizado para combater a hipertensão.
Antipsicótico: medicamento utilizado para combater distúrbios psíquicos.
Artéria: vaso sanguíneo que leva o sangue do ventrículo para o resto do corpo.
Bexiga: órgão humano responsável pelo armazenamento da urina.
Bolsa escrotal: bolsa externa, feita de pele e músculo, que armazena os testículos.
Bomba: parte da prótese peniana inflável que fica implantada na bolsa escrotal e tem a função de transferir o fluido entre o reservatório e os cilindros.
Cálculo renal: formação de massa sólida nos rins e canais urinários.
Cateter: tubo oco utilizado para remover urina da bexiga.
Cateterização: processo de introdução de cateter no corpo.
Cilindro: haste, geralmente feita de silicone sobre um molde metálico, flexível e dobrável a 90º, no caso das próteses penianas semirrígidas; nos modelos infláveis, o cilindro é o componente carregado com fluido para promover a ereção.
Coluna vertebral: eixo ósseo do corpo, estende-se do crânio até a pelve. Sua principal função está relacionada com a mobilidade do corpo.
Complicação: ocorrência de uma situação indesejada.
Corpo cavernoso: câmaras no pênis que ficam cheias de sangue durante uma ereção.
Defeito congênito: anomalia de formação, de causa genética.
Deflação: ato de desinflar.
Diabetes: doença que causa altas taxas de açúcar no sangue.
Diagnóstico: conclusão médica sobre o estado do paciente.
Dilatação: ampliação, aumento, alargamento.
Disfunção erétil: incapacidade constante de conseguir e/ou manter uma ereção peniana para uma relação sexual satisfatória.
Doença cardiovascular: doença que afeta os vasos sanguíneos e o coração.
Doença de Parkinson: doença cerebral que causa tremores e dificuldades motoras.
Doença de Peyronie: placa ou nódulo no pênis que prejudica sua elasticidade e, por consequência, dificulta a ereção.
Dor crônica: dor que continua além do período normal de recuperação.
Dosagem hormonal: medição da quantidade de hormônios no corpo.
Ejaculação: reflexo desencadeado pelo estímulo do pênis.
Ereção: resposta involuntária do corpo, resultado de estímulos sexuais e da excitação, controlada pela testosterona. O cérebro reage e ordena a abertura de válvulas e vasos do pênis, possibilitando que mais sangue vá para dentro do órgão, deixando-o rígido. Ao mesmo tempo, veias internas são submetidas à compressão, restringindo a saída desse sangue, mantendo o pênis ereto. Nesse período, o sangue fica retido nos corpos cavernosos, localizados na base do órgão sexual masculino.
Erosão: desgaste dos tecidos que ficam em volta da prótese peniana.
Escroto: bolsa escrotal.
Farmacológico: relativo à farmacologia.
Germicida: substância que destrói germes.
Glande: cabeça do pênis.
Impotência: incapacidade de ter ou manter uma ereção para uma relação sexual satisfatória.
Incisão: corte.
Infecção urinária: doença no sistema urinário causada por bactérias.
Inflação: ato de inflar (encher de ar).
Infrapúbica: abaixo do púbis, parte inferior do ventre, que forma uma iminência triangular e se cobre de pelos na puberdade.
Lesão medular: trauma na medula espinhal.
Mau funcionamento: falha de algum componente da prótese peniana.
Migração: movimentação indesejada da prótese peniana dentro do corpo para um lugar diferente de onde foi colocada originalmente.
Opiáceo: substância derivada do ópio.
Orgasmo: conclusão, com nível máximo de satisfação, de um ciclo sexual.
Pélvis: conjunto de ossos do quadril.
Peno-escrotal: região composta pelo pênis e o escroto.
Períneo: conjunto de músculos situado entre o ânus e os órgãos sexuais.
Priapismo: é um tipo de ereção prolongada, originada por outros motivos que não o desejo sexual, capaz de causar lesão tecidual.
Próstata: Glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino, cuja função é produzir e armazenar um fluido incolor e ligeiramente alcalino que constitui até 30% do volume do fluido seminal.
Prostatectomia radical: tratamento do câncer de próstata, caracterizado pela remoção cirúrgica da glândula.
Prótese peniana: dispositivo colocado dentro do corpo do homem, projetado para ajudá-lo a conseguir uma ereção.
Radial: relativo, pertencente ou adjacente a um osso chamado rádio.
Reservatório: parte da prótese peniana inflável, implantada no abdômen, que armazena o fluido quando o pênis não está ereto.
Ressecção transuretral da próstata: procedimento cirúrgico usado para o tratamento do câncer de próstata benigno.
Reto: última parte do intestino grosso.
Sildenafila: droga farmacológica utilizada no tratamento da impotência sexual.
Sistema endócrino: conjunto de glândulas responsável pela produção de hormônios.
Sistema nervoso: monitora e coordena a atividade do corpo, como movimentação dos órgãos e músculos, além de construir estímulos dos sentidos e iniciar os atos do ser humano.
Sistema urológico: composto por rim, bexiga, próstata, testículos e pênis, é responsável pela urina e seus componentes, além da reprodução masculina.
Sistema vascular: sistema pelo qual são transportados os elementos básicos para a manutenção do corpo humano, como nutrientes, oxigênio, hormônios e hemácias (células sanguíneas).
Tecido esponjoso: tecido ósseo com aspecto poroso, que apresenta espaços medulares.
Terapia: processo de tratamento.
Testosterona: hormônio sexual masculino.
Transexualização: processo de mudança de sexo.
Trauma: lesão, machucado.
Uretra: canal excretor da urina.
Urologista: médico especialista no sistema urinário e reprodutor (no caso dos homens).
Vaso sanguíneo: estrutura tubular por onde circula o sangue.
Vasodilatador: substância que amplia o calibre dos vasos sanguíneos.



destaques

Copyright © 2014 Sociedade Brasileira de Urologia
Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Ketchum.